15 de agosto de 2009

Cores e sabores

Noite! Estou no quarto sozinha, ninguém pra conversar. Pensando em alguém que longe nem se lembra. Será que lembra? Será que gosta?? Queria que chovesse enquanto durmo pra ver se consigo imaginar nós dois juntos de novo... Aquele lugar era colorido...um dia em amarelo, no ar fresco sentia teu corpo, teu cheiro na brisa leve e silenciosa, a pele clara... via teu rosto e o sorriso na boca...com gosto de chocolate branco, agora! E não me deixa raciocinar, instiga o instinto, a vontade, a saudade e o pulso... impulso! A terra vermelha, a grama...verde vivo e o azul do céu...O Sol laranja e vermelho, no sonho que tinha tudo o que é e o que será. Da cor da surpresa verá tudo sorriso, riso, abraço e beijo. Tudo é rosa, o rosa das palavras e o que está entre elas. A Lua prata depois aparece, despertar é a intenção e aproximar é o objetivo. Dourado também junto da cor da pele no brilho do olhar. Um sonho cheio de cores e sabores...