19 de agosto de 2009

Eis que algum dia percebi o quanto sou feliz por estar vivo. A dimensão do que posso ser, fazer e desfazer vai além do que eu jamais poderia imagi- nar. É algo incrivelmente majestoso.
[Palavras quase ocultas]