2 de agosto de 2009

Eu e os LIVROS



"Não consegui chegar a uma sentença porque me dei conta de que os livros fazem parte da minha vida há tanto tempo que eles se misturam com a minha história desde o princípio, desde o começo de mim mesma.
Quando nasci minha mãe já havia comprado para mim livros e gibis que ela guardava com cuidado esperando o momento que eu entenderia a riqueza de tudo o que estava preso àquelas folhas.
Minhas memórias mais antigas me levam sempre à imagem da minha mãe lendo para mim e pra minha irmã, estes e outros livros que ela foi comprando conforme fomos crescendo e as histórias acabando. Enquanto ela lia uma história eu segurava os livros que ela leria nos dias seguintes.
Todos os livros que minha mãe comprou para mim na infância estão hoje em meio aos livros que comprei na adolescência e até hoje.
Essa relação com os livros me fez ser uma criança e uma adolescente solitária. Tinha amigos, brincava na rua, mas passava mais tempo em casa que as outras crianças. Porque para mim as aventuras e as hi
histórias estavam todas ali nas páginas dos livros.

Deitava na poltrona da área de casa, ficava até chegar ao final da história. E eu insistia em dizer que não precisava sair dali para me divertir. Na verdade faço isso até hoje. Escolho um livro, além dos que temos da faculdade, e começo a ler. Se eu gostar da sua história não paro mais até chegar ao final. Melhor ainda quando são aquelas Trilogias ou Coleções... A aventura não acaba tão cedo.
Os livros são e sempre serão a melhor forma de viajar, de sonhar e desenvolver a imaginação ter limites. Acho que é por isso que eu gosto tanto. Nada tira o meu prazer de deitar tranqüila e esquecer do mundo lendo um bom livro.
Ele dá detalhes que nem faço idéia, me conta histórias, me alegra e emociona, me desenvolve, faz pensar, evolui... Livros Livros"