14 de abril de 2010

"Tu és eternamente responsável por aquilo que cativas" - Aula de Filosofia

Ontem na aula de Filosofia do Direito o professor Jean Mauro Menuzzi, colocou essa frase, "Tu és eternamente responsável por aquilo que cativas" do livro O Pequeno Príncipe, no quadro e pediu que escrevêssemos sobre ela:

Quando eu era criança na minha escola, e eu meus colegas prantamos algumas árvores no barranco, cada grupinho era responsável por cuidar  da sua mudinha de pau-Brasil. Passávam-se os dias e nós íamos lá olhá-la, dar água, podar, colocar pedrinhas ao redor. A professora nos ensinou que quando colocamos uma semente na terra ou uma muda, ela, até ser forte o suficiente, dependerá de nossa ajuda, se não dermos água ela morrerá de sede ou se não cuidarmos as formigas a cortarão.Tínhamos cativado a existência da pequena árvore que observávamos todos os dias.
Assim como uma mãe que coloca uma criança no mundo, quando fazemos um amigo e na relação entre a família.
No Direito cativamos as pessoas que confiam em nós e a Justiça, somos responsáveis pela sua efetividade. Acredito que só pelo fato de termos nascido, cativamos a vido e o mundo e temos a responsabilidade sobre o que cacontece e pelo que podemos fazer.