7 de abril de 2011

Artigo feminino

Meu útero é um astro rei e mulheres são divinas,
carregam uma estrela na barriga,
no ventre.
Vênus é nosso e todo o sitema existe por nós
Talvez por isso alguns seres de marte nos temem.
Coitados, esquecem que a força bruta não supera a força do psicológico feminino; sabe a hora certa de usar a razão e não erra quando o guia é a intuição. Genuinamente antenada com o cosmo, com a mãe natureza e os misteriosos ciclos naturais. Demorou para o mundo criado pela força braçal perceber que somos tudo em um corpo, em uma só essência com cheiros distintos.
A 'emancipação feminina' citada pela chiquinha, Sailor moon e todos os sabores das spice girls; como foi bacana ver de forma lúdica que quando eu crescesse, poderia ser o que eu quisesse, só dependia de mim. Não vou gerar nenhum fruto que não seja pela minha escolha, por gratidão à vida e pela minha espécie. Não vou ser mais uma a usar de maneira errada o ser feminino. Para aquelas mulheres que minimizam o seu ser para um rótulo qualquer, lástima. Não vou me esconder atrás de costas largas, carro e dinheiro. Me apoio na minha moral sem ser moralista, regras não são aplicáveis de maneira igualitária pois as histórias não são as mesmas mas para mim, a regra de se manter fiel a eu mesma é aplicavél a qualquer circunstância. Sou mulher, sangro e dou muito valor a isso. Não é papo de mulher auto-suficiente, é apenas um relato, um desabafo.
Cansei de ver mulheres que não sabem o que é a palavra dignidade e que por algum acaso, poderiam ser eu. O que me difere das demais? Cara, como é dificil entender as coisas mas infelizmente algumas coisas eu não consigo deixar quieto.

Jordana Braz