26 de março de 2014



Quando a Lua transformar a água em mel,
O brilho do Sol se diluirá nas almas que tomaram o mel esperança.

Quantos beijos o silêncio não produz?
A saudade é um véu, o amor, o mel.

Eu te amo Pai,
Eu te amo Mãe,
A prece silêncio espírito,
Abençoa a multidão da tua alma,
O silêncio coração.

A minha vida tem os erros,
Que seu amor pode resolver.
O brilho nos meus olhos é a sua alegria.
Doce esperança.