7 de abril de 2014

"... e produzir conhecimento a partir de informação vem da interação."

MANUEL CASTELLS: "(...) Todos temos acesso, mais ou menos, à mesma informação, e produzir conhecimento a partir de informação vem da interação. Bom, tudo isso significaria romper com as relações verticais de poder da escola. E isso os professores não querem, a sociedade não quer, ninguém quer."
Nesta entrevista exclusiva ao Fronteiras Do Pensamento, o sociólogo espanhol Manuel Castells, considerado o maior especialista em movimentos sociais na era da rede, alerta: não é mais a informação que deve ser ensinada, mas sim como buscá-la e combiná-la aos projetos pessoais de cada aluno.
Para Castells, a insistência em uma pedagogia baseada na transmissão de informação é ultrapassada e perpetua relações verticais de poder, negando a interação e a construção conjunta do conhecimento - o caráter horizontal da rede. O papel informacional deve ser reajustado ao dar poder intelectual.
Assista ao vídeo com o sociólogo Manuel Castells: a obsolescência da educação. Ative as legendas no menu inferior do player, símbolo "CC" (closed caption).
-> Para assistir ao conteúdo em primeira mão, inscreva-se no canal do Fronteiras no YouTube. Sempre legendados, os vídeos são atualizados todas as segundas e quintas-feiras: http://is.gd/FronteirasYouTube
Manuel Castells, sociólogo espanhol, analisa o sistema de ensino contemporâneo na era da rede. De acordo com Castells, além de informar, a escola sempre interpretou outro papel: transmitir os valores dominantes e as formas de poder - as normas que as crianças precisarão aprender para viver em sociedade. Porém, argumenta, a obsolescência destes papeis nunca foi tão grande. Primeiramente, porque 80% da informação mundial está contida na Internet. Segundo, porque as instituições de ensino estão preparando "objetos submissos", que não podem ultrapassar o conhecimento do professor, que não deve ser desafiado, algo visto na proibição do uso da web nas salas de aula. Ou seja, as relações verticais de poder seguem perpetuadas e a interação e a construção conjunta do conhecimento seguem negadas. Conferencista do Fronteiras do Pensamento 2013.

Fronteiras do Pensamento | Produção Telos Cultural | Produção Audiovisual Okna Produções | Documentário Um mundo complexo | Direção e Edição Marcio Reolon | Direção de Produção Gina O'Donnell | Tradução Marina Waquil e Francesco Settineri