14 de junho de 2014

50 poderes impressionantes do cérebro [Número 1]: Pense no Presente

A ciência acumulou anos de sabedoria à nossa disposição. Nosso cérebro é capaz de fazer ligações impressionantes, e conhecê-las pode nos ajudar a tomar melhores decisões na vida. Confira:

1. Se você evita pensar no futuro, fica melhor em tudo


Pense nas chatas aulas de conjugação do português. Passado, presente e futuro. A diferença entre “João está na loja comprando bolacha” e “João vai para a loja comprar bolacha” é clara para falantes do português, como nós. Usar uma ou outra frase implica quão longe estamos de comer bolacha. Essa informação pode parecer essencial, mas a realidade é que várias línguas não têm um tempo futuro, ou seu uso não é obrigatório, como o mandarim, língua na qual é perfeitamente aceitável dizer algo como “João loja comprar bolacha”.
Será que os falantes dessas línguas vagam pelo mundo confusos, completamente inconscientes do tempo como nós o conhecemos, gritando para o vazio da sua história sem datas?

Não. Eles estão na verdade muito melhor que nós. Falantes de línguas sem tempos verbais tomam melhores decisões do que falantes de língua com tempos verbais, em praticamente tudo. Por exemplo, um estudo realizado pela Universidade de Yale (EUA) analisou dados de 76 países com foco em coisas como poupar dinheiro, tabagismo e hábitos de exercício e saúde e descobriu que as culturas em que a maioria das pessoas falam línguas sem um tempo futuro tomam melhores decisões financeiras e de saúde em geral. Falantes de línguas como o inglês são 30% menos propensos a poupar dinheiro.
Provavelmente, pessoas que não usam o tempo futuro nas suas frases veem suas vidas menos como uma linha do tempo e mais como “um todo”. Portanto, são automaticamente mais conscientes de como suas decisões afetam seu futuro. Paradoxalmente, parece que o pensamento do futuro como um lugar distante nos afasta das realidades da nossa vida diária, nos tornando mais propensos a comprar uma segunda calça jeans que não precisamos só porque a primeira parece solitária. Para os brasileiros com 1.245.780 tempos verbais, o futuro é como outro planeta onde moram as consequências que não pretendemos visitar.

FONTE: Hypescience