14 de julho de 2014

10 lugares que os amantes do vinho devem conhecer, por Sommelier Wine

Para quem gosta de vinho e de viajar, essas dicas são imperdíveis! Reunimos em um só post os lugares que não podem faltar na lista de um enófilo viajante. Confira e já vai se programando para visitar os que você ainda não conhece!
Champagne, França: É somente de lá que saem as famosas garrafas de Champagne. Para receber esse nome, a bebida deve ser produzida com uvas cultivadas na região e seguir rigorosas normas de engarrafamento.
Champagne
Toscana, Itália: As colinas toscanas produzem alguns dos mais famosos vinhos do mundo, como o Brunello di Montalcino. Temperatura adequada e solo propício trabalham juntos para a obtenção de diversos tipos de uva com máxima qualidade.
Toscana
Califórnia, EUA: A região se orgulha pela grande variedade de uvas produzidas. São cerca de cem tipos cultivados nas quase 3.000 vinícolas do estado. A combinação de clima e solo faz da Califórnia um dos principais destinos do mundo para enólogos e amantes do vinho.
California
La Rioja, Espanha: De todas as regiões produtoras espanholas, a Rioja é a mais famosa e que mais representa o estilo espanhol de fazer vinho. Embora chamada de “Bordeaux Ibérica”, os tintos de Rioja possuem mais a delicadeza da Borgonha que a potência de Bordeaux.
Rioja
Mendoza, Argentina: Encravada no meio da Cordilheira dos Andes, a província aliou o clima seco e a qualidade do solo às inovadoras técnicas de plantação e irrigação para se tornar uma das principais produtoras de vinho do mundo.
Mendoza
Bordeaux, França: Bordeaux é uma das mais antigas e influentes regiões produtoras de vinho do mundo. De lá, surgiram uvas famosas e encantadoras como a cabernet sauvignon, a merlot, a sauvignon blanc e até mesmo a carménère.
Bordeaux
Sicília, Itália: Suas colinas escarpadas e seus inúmeros precipícios revelam evidências de videiras e da produção de vinhos que remontam aos primeiros assentamentos fenícios há mais de três mil anos.
Sicilia
Nova Zelândia: A Nova Zelândia é famosa pelo pássaro kiwi, o bungy jump de Queenstown (em destaque), a seleção de rúgbi All Blacks, as locações da série O Senhor dos Anéis, a cultura maori e, há alguns anos, começou a se tornar conhecida também por seus vinhos.
Nova Zelandia
Austrália: Dentre as principais regiões vitivinícolas da Austrália está a South Australia (Austrália do Sul) que engloba o maior número de sub-regiões reconhecidas e representa cerca de 60% de todo o vinho produzido no país.  Só o seus centenários vinhedos já valem a visita.
Australia
África do Sul: A rota dos vinhos de Stellenbosch tem clima mediterrânico, com verões quentes, invernos suaves e céus azuis e limpos. Fica no pé das montanhas de Cape Fold, que desenvolveram um solo propício à vinha para produção vinícola.
Africa do Sul