17 de fevereiro de 2015

Sete melhores cidades do mundo para andar de bicicleta

Redação em 
Gosta de pedalar? E de viajar? E que tal unir essas duas paixões para explorar destinos ao redor do mundo?​ O site Skyscanner selecionou as sete cidades turísticas que estão entre as melhores do mundo para serem exploradas sobre duas rodas. Cada vez mais em alta, especialmente entre o público preocupado com questões ambientais e com a própria saúde, o ciclismo não para de crescer em destinos turísticos ao redor do mundo. 
De olho nisso, a Copenhagenize Index fez um ranking que lista as 14 melhores cidades do mundo para andar de bicicleta. Desta relação, selecionamos as sete cidades que mais inspiram os brasileiros a viajar e que também garantem inúmeras possibilidades para quem gosta de explorar os destinos sobre duas rodas.
1 – Amsterdã (Holanda)
viagem-livre-cicloturismo7
A capital holandesa aparece em primeiro lugar no ranking por ser a cidade que proporciona as melhores condições para os ciclistas.
Ruas planas, ciclo faixas e estacionamentos exclusivos para as magrelas fazem parte do cotidiano dos ciclistas e, por isso mesmo, este é o meio de transporte mais comum em suas ruas e pontes sobre canais.
Lá, moradores vão pedalando para o trabalho, enquanto os viajantes podem alugar uma bicicleta para passear por entre suas belezas. 
2 – Berlim (Alemanha)
Ciclista circula próximo à região da Topografia do Terror, atração histórica de Berlim, capital de Berlim (Foto: Eduardo Vessoni)
Assim como Amsterdã e Copenhague, a capital da Alemanha é um convite para pedalar.
Moradores e visitantes contam com diversos tours que passam pelas atrações mais famosas de Berlim. A dica é fazer os passeios durante a primavera ou o verão europeus, quando o clima está mais agradável para pedalar.
3 – Dublin (Irlanda)
Vista da região de Dublin 2, um dos bairros com concentração de pubs na capital da Irlanda (Foto: Eduardo Vessoni)
Dona de uma arquitetura medieval que divide espaço, harmonicamente, com prédios modernos, cafés, galerias e museus, a capital da Irlanda é outro destino que sabe receber bem os viajantes ciclistas.
Com infraestrutura para as magrelas e zonas com velocidade máxima de 30 km/h para automóveis, Dublin é considerada uma das capitais europeias mais seguras para ciclistas, segundo o Copenhagenize Index. 
4 – Tóquio (Japão)
Vista noturna de Tóquio, capital do Japão (foto: JD / Flickr – Creative Commons)
A capital do Japão é outro destino perfeito para ciclistas.
Em meio ao cenário agitado, a pacificidade das bicicletas se destaca. Moradores e turistas usam as duas rodas para se locomover, graças à estrutura local como ruas planas e a integração do transporte público.
5 – Montreal (Canadá)
viagem-livre-cicloturismo3
A segunda cidade mais populosa do Canadá fica na 11ª posição no ranking da Copenhagenize e entra na lista por ser uma das primeiras cidades da América do Norte a investir em ciclovias – muitas delas foram feitas ainda na década de 80.
Lá, os moradores pedalam em vez de dirigir para se divertir durante a animada vida noturna da cidade, enquanto turistas contam com o meio de transporte para percorrer as ruas do destino, sobretudo durante a colorida temporada de outono.
6 - Rio de Janeiro (Brasil)
Vista aérea do Rio de Janeiro (Foto: Skyscanner/Divulgação)
Única cidade brasileira da lista, o Rio de Janeiro fica com o 12º lugar da lista original das melhores cidades do mundo para serem exploradas de bicicleta.
Segundo o relatório da Copenhagenize, a Cidade Maravilhosa merece a colocação por investir cada vez mais na instalação de ciclo faixas ao longo de praias e bairros da periferia.
7 – Budapeste (Hungria)
Vista do Parlamento, localizado em Budapeste, capital da Hungria (Foto: Eduardo Vessoni)
Uma das cidades mais antigas da Europa, Budapeste dá as boas-vindas à modernidade abrindo espaços e garantindo incentivo ao meio de transporte mais saudável e ecológico do mundo.
Na bela capital da Hungria, as bicicletas tomam conta das ruas e são muito usadas por moradores no dia-a-dia. Os visitantes não perdem a chance de alugar uma bike para desbravar os principais cartões postais de um jeito único e inesquecível: pedalando.

Por Eduardo Vessoni, do site Viagem em Pauta