19 de março de 2015

Zona Rural de MG ganha biblioteca sustentável



A Biblioteca Prof. Arlindo Corrêa da Silva, única biblioteca da zona rural de Betim (MG), foi inteiramente renovado utilizando mobiliários sustentáveis. Localizado em, na Instituição Social Ramacrisna, o projeto foi selecionado e patrocinado por meio de edital da Fundação Biblioteca Nacional, ligada ao Ministério da Cultura e ao Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas.

Foto: Instituto Ramacrisna/Divulgação
"A proposta de dar cara nova para a biblioteca é dar o exemplo para os frequentadores da importância da sustentabilidade. Mais do que um espaço de ler, queremos que o público aprenda em um ambiente que o inspire a ser sustentável", diz Luciana Leite - analista de projetos da Ramacrisna.

Foto: Instituto Ramacrisna/Divulgação
Além do mobiliário sustentável, feito com pallets de madeira doados pela Toshiba, todo o espaço foi customizado pelas crianças, jovens e pelas mulheres da Cooperativa Futurarte. As crianças do Centro de Apoio Educacional Ramacrisna - CAER fizeram desenhos reutilizando papéis, o grupo de jovens Antenados customizou armários e prateleiras reaproveitando revistinhas em quadrinho e as cooperadas da Futurarte reaproveitaram sobras de tecidos utilizados na produção. O intuito é deixar o espaço mais alegre, colorido, sustentável e com a cara do público que o frequenta.

Foto: Felipe Abras/Divulgação
"Um artista plástico de BH fez um grafite de um céu com livros, como se fossem pássaros. Acho que representa bem o nosso objetivo. O livro é a imaginação do leitor. Queremos que tudo fique harmônico para fomentar a imaginação e a leitura do nosso público", conta Luciana Leite.

Foto: Felipe Abras/Divulgação
A Biblioteca Prof. Arlindo Corrêa da Silva, com 194 m², possui acervo de literatura infanto-juvenil e adulto de cinco mil livros e faz parte da Rede de Bibliotecas Públicas de Betim e do Polo de Leitura Ler e Ler.  

Foto: Felipe Abras/Divulgação

FONTE: Ciclo Vivo